Arquivos

Categorias
Todas as mensagens
 1º ano
 2º ano
 3º ano

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Quimica
 

2º ano



 
 

Avaliação

Avaliação Parcial de Química


1. É a situação na qual as concentrações dos participantes da reação não se alteram. Essa é a definição de:
a) Pressão
b) Temperatura
c) Equilíbrio químico
d) Catalisador

2. Com relação aos equilíbrios homogêneos é correto afirmar que:
a) São aqueles em que todos os participantes estão em uma mesma fase.
b) São aqueles em que os participantes estão em mais de uma fase.
c) São aqueles em que os participantes são iguais.
d) São aqueles em que os participantes são diferentes.

3. Escreva a expressão de Kc para os seguintes equilíbrios:
a) CO(g) + Cl2(g)                   COCl2(g)
b) 2NO2(g)                2NO(g) + O2(g)

4. A respeito da reação: A + B                C + 2D foram levantados os seguintes dados

Experimento I  – A = 0,50    B= 4,0  C= 1,0   D= 1,0
Experimento II – A= 4,0  B= 2,0  C= 1,0  D= 2,0
Experimento III – A= 4,0   B= 3,0  C= 2,0  D= 2,0
Dos três experimentos realizados quais estão em equilíbrio.

5. A pressão pode deslocar o equilíbrio. Quando há um aumento de pressão o equilíbrio será deslocado:
a) Para o lado em que há menor volume gasoso.
b) Para o lado em que há maior volume gasoso.
c) Para os dois lados.
d) Para nenhum dos lados.


6. A variação de temperatura tem efeito sobre o equilíbrio.
a) O que acontece quando há um aumento de temperatura?
b) O que acontece quando há uma diminuição de temperatura?


7. É possível alterar um equilíbrio químico por meio de algumas ações externas. Tal ação é chamada de perturbação do equilíbrio.Existe um princípio que permite prever qual será o efeito de uma perturbação. Que princípio é esse?

Boa Prova!!



Escrito por Hérica às 14h21
[] [envie esta mensagem
] []





 
 

Avaliação

Avaliação Parcial de Química

 

1.      Adicionando efervescente em pó a um copo de água morna e simultaneamente adicionando o efervescente a um copo de água gelada, todos contendo as mesmas quantidades, em qual dos copos a reação ocorre mais rápida? Explique.

 

2.      A velocidade de uma reação química depende:

        I. Da concentração dos reagentes.

      II. Da energia cinética das moléculas envolvidas na reação.

      III. Da orientação das moléculas.

 

Estão corretas as alternativas:

    a) I, II e III.

    b) somente I.

    c) somente II.

    d) somente I e II.

    e) somente I e III.

3.       (UnB-DF-Modificado) considere os estudos cinéticos de uma reação química e julgue os itens abaixo.

    

1)  Toda reação é produzida por colisões, mas nem toda colisão gera uma reação.

2)  Uma colisão altamente energética pode produzir uma reação.

3)  Toda colisão com orientação adequada produz uma reação.

4)  A velocidade média de uma reação pode ser determinada pela expressão:

                                          quantidade dos produ tos

                                    v =

                                         quantidade dos reagentes

    

Assinalando V para verdadeiro e F para falso e, lendo de cima para baixo, teremos:

     a)  V, V, F, F.

     b)  V, V, V, F.

     c)  F, V, F, F.

     d)  V, F, V, F.

     e)  V, V, V, V.

4.      (Covest-90) O que você faria para aumentar a velocidade de dissolução de um comprimido efervescente

em água?

I)   Usaria água gelada.

II)  Usaria água a temperatura ambiente.

III) Dissolveria o comprimido inteiro.

IV)  Dissolveria o comprimido em 4 partes.

 

Assinale das alternativas abaixo a que responde corretamente à questão.

 a)  I e IV.

 b)  I e III.

 c)  III.

 d)  II e III.

 e)  II e IV.

5.      O que é rapidez ou velocidade de um reação?

6.      Observe as afirmações abaixo some as que forem corretas.

(01) A velocidade das reações depende da concentração dos reagentes.

(02) Quanto menor for a concentração dos reagentes, maior será a velocidade de uma reação química.

(16) Colisão eficaz é aquela que conduz a formação de produto.

(20) Toda colisão é sempre eficaz.

7.      Pesquise e responda:

a) o que é energia de ativação?

b) como a temperatura influencia na velocidade de uma reação?

 

Boa Prova!!



Escrito por Hérica às 12h14
[] [envie esta mensagem
] []





 
 

Avaliação

1.) Conceitue:
a) Calor
b) Processo endotérmico
c) Processo exotérmico


2.) Observe as equações químicas e identifique se são endotérmicas ou exotérmicas.
a) 1H2 + O2             H2O + CALOR LIBERADO
b) HgO + CALOR ABSORVIDO             Hg + O2
c) C + 2H2              CH4     H = - 74,4kj
d) 2HI              H2 + I2        H= 53,0kj


3.) Faça a transformação da energia de caloria(cal) para joule(j)
a) 3000 cal
b) 500 cal
c) 200 cal
d) 100 cal


4.) Faça uma pesquisa sobre a Lei de Hess.



Escrito por Hérica às 13h40
[] [envie esta mensagem
] []





 
 

Quimica



Escrito por Hérica às 21h00
[] [envie esta mensagem
] []





 
 

Quimica

Mistura de Soluções

  

 

Assim como visto em diluição das soluções, a misturas de soluções está bastante presente no nosso cotidiano. Misturamos café com leite no café da manhã; misturamos suco de limão com cachaça para fazemos uma caipirinha. É também comum num laboratório ocorrer misturas (mais até que diluições).

As misturas podem ser feitas com soluções de mesmo ou de diferentes solutos (nesse último caso, poderá ocorrer reação ou não entre os solutos). São exatamente esses casos que veremos. Em todos os casos consideremos que o solvente é o mesmo.

Misturas de soluções de mesmo soluto


Quando misturamos soluções de mesmo soluto, obtemos uma nova solução de concentração intermediária às das soluções misturadas. Nesse caso, a massa total de soluto da solução final será a soma das massas dos solutos das soluções iniciais. Da mesma forma, o volume final será a soma dos volumes das soluções iniciais. Consequentemente temos:

   C = C’V’ + C”V”

              V’ + V"



Misturas de soluções de solutos diferentes

Esse é um tipo de mistura bastante complicada. Se os solutos não reagem, não podemos somar as quantidades de matéria. Devemos nesse caso considerar cada soluto separadamente na solução. Essa mistura é comum quando misturamos base com base, ácido com ácido.

Já se houver reação química, e não uma simples mistura, os problemas serão resolvidos com a ajuda da estequiometria. Porém, pode ocorrer duas situações:

1ª: os dois solutos estão em quantidades exatas para reagir (proporções estequiométricas). Reagem totalmente;


2ª: os dois solutos estão em quantidades diferentes para reagir. Nesse caso, haverá sobra de um deles.

Essas misturas são comuns de ácidos com bases, sais e ácidos, bases e sais.

Exemplo:

(UEL – PR) Misturam-se 200 ml de solução de hidróxido de potássio de concentração 5,0g/L com 300 ml de solução de mesma base com concentração 4,0g/L. A concentração final em g/L é:

a) 0,5

b) 1,1

c) 2,2

d) 3,3

e) 4,4

 


C = C’V’ + C”V”  =    0,2.5,0 + 0,3.4  =   2,2  =   4,4

     V’ + V”             0,2 + 0,3    0,5



Escrito por Hérica às 20h48
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]